Restauração criou mais de 35 mil postos de trabalho nos últimos dois anos

No setor da restauração e bebidas, os postos de trabalho são ocupados maioritariamente por mulheres, com uma representação de 57% do total da população empregada, o que equivale a 144,3 mil postos de trabalho.

Rafael Marchante/Reuters

O mais recente relatório da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), baseado em dados do INE, demonstra que o emprego no setor da restauração e bebidas aumentou 16,1% entre 2016 e 2017, o que se traduziu em mais de 35 mil novos postos de trabalho, distribuídos pela NUTS II do continente (que compreende Norte, Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo, Algarve).

Defendendo que o crescimento generalizado do emprego na restauração e bebidas “confirma a relevância da estabilidade fiscal”,José Manuel Esteves, Diretor-geral da AHRESP, sublinhar que a reposição da taxa do IVA dos serviços de alimentação e bebidas, na taxa intermédia vieram proporcionar “o clima de confiança necessário para que as empresas tenham a capacidade de manter e gerar novo emprego, sustentando a contínua subida dos resultados do Turismo”.

Esta análise detalha ainda que outros indicadores de relevo: os postos de trabalho neste setor são ocupados maioritariamente por mulheres, com uma representação de 57% do total da população empregada, o que equivale a 144,3 mil postos de trabalho.

Quanto ao grupo etário com mais postos de trabalho encontra-se no intervalo de 45 e mais anos, com 104,6 mil postos de trabalho (41% do total), sendo que este grupo é o predominante em todas as regiões, com destaque para o Norte, onde representa 46% do total.

No que se refere a habilitações literárias, os grupos do ensino secundário, pós secundário e superior, representam 35% do total das habilitações. As regiões do Centro e do Algarve são as que mais empregam nestes segmentos, com 40% e 41%, respetivamente.

Por último, o vínculo laboral a tempo completo, com 217,8 mil postos de trabalho e uma representação de 86% do total, foi o mais utilizado em 2017. Acrescenta-se que, neste setor, predomina a população empregada por conta de outrem, que representou 73% do total em 2017, com 183,8 mil postos de trabalho.

 

Ler mais
Relacionadas

Turismo tem mais 391 PME Excelência. Restauração lidera distinções

No seu conjunto, as 391 empresas do turismo distinguidas como PME Excelência, representam 11.204 postos de trabalho diretos e apresentaram um volume de negócios de 655,5 milhões de euros.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários