Retomadas buscas pelo turista desaparecido na Praia Formosa

As buscas foram retomadas a partir das 07h00. O capitão do Porto do Funchal explica que estas recomeçaram por terra e com o navio patrulha.

DR

As buscas do turista inglês desaparecido, na quarta-feira à noite, na Praia Formosa foram retomadas a partir das 07h00 desta sexta-feira.

“Neste momento recomeçaram por terra e com o navio patrulha oceânico ‘Figueira da Foz’, que também já está no local”, explicou Silva Ribeiro, capitão do Porto do Funchal.

Devido às condições de visibilidade e de mar ainda alteroso, estes serão os meios envolvidos nas buscas, adiantou.

“Em princípio o navio patrulha deverá manter-se no local, pode é depois não poder utilizar outro tipo de meios, nomeadamente, as lanchas mais pequenas” dada a falta de visibilidade, explicou.

De recordar que na passada quinta-feira tinham sido mobilizados cerca de 80 operacionais para esta operação de busca.

Desde terça-feira que a Madeira tem estado sob diversos alertas, desde amarelo, laranja e vermelho, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) devido ao vento forte, agitação marítima, e precipitação.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários