Rui Patrício e o adeus ao Sporting: “Nunca faltei ao respeito a ninguém nem nunca o irei fazer”

Guarda-redes deixou uma mensagem aos adeptos na sua conta de “Instagram”, onde fala dos momentos vividos no clube. “Suportei e vivi muitas situações menos positivas”, referiu o futuro guardião do Wolverhampton.

Rui Patrício

Rui Patrício escreveu uma mensagem dedicada aos sócios e adeptos do Sporting Clube de Portugal. Na sua conta de “Instagram” o agora ex-guarda-redes dos ‘leões’ começa por afirmar que se remeteu “ao silêncio não por ausência de sentimento, nem por falta de argumentos válidos, mas sim, por respeito ao Sporting Clube de Portugal e aos seus adeptos”, após o ataque na academia de Alcochete a 15 de maio.

O guarda-redes assume também que “nunca faltei ao respeito a ninguém nem nunca o irei fazer”, e que se tornou “insustentável a minha continuidade, por comprometer a minha produtividade profissional perante o meu Clube, e por essa razão, não estariam jamais, reunidas as condições para exercer a minha atividade profissional no Sporting”.

Rui Patrício que na próxima época vai defender a baliza dos ingleses do Wolverhampton, agradece ao clube, onde “passei mais tempo do que em casa dos meus pais”. “Sim foi o Sporting que me formou e me transformou naquilo que sou hoje, não só enquanto Sportinguista, mas também enquanto profissional e ser humano”.

Leia toda a mensagem de Rui Patrício em baixo:

Caros Sportinguistas

Após muitos ruídos e acontecimentos de que o Sporting Clube de Portugal e Eu, fomos alvo recentemente, remeti-me ao silêncio… não por ausência de sentimento, nem por falta de argumentos válidos, mas sim, por respeito ao Sporting Clube de Portugal e aos seus adeptos. 

Neste momento, já existe espaço para que possa dizer, em linhas breves, aquilo que sinto e o porquê da minha atitude reservada. Suportei e vivi muitas situações menos positivas, para poder representar o meu clube, dando sempre o máximo de mim e sendo soberana, a minha vontade de honrar a camisola que vestia desde os meus 12 anos, bem como transmitir esses valores para todos os meus colegas, enquanto um dos capitães e um dos jogadores com mais anos de casa desta equipa, que sempre me orgulhou e irá continuar a orgulhar pela sua força e determinação genuínas! 

Mas também sou um ser humano… de carne e osso, igual a todos vocês, e por isso tive de tomar uma decisão.

Os motivos que me levaram a sair são hoje conhecidos por todos vós… São de conhecimento público… as causas descritas na minha rescisão.  Nunca faltei ao respeito a ninguém nem nunca o irei fazer, pois o meu silêncio até hoje, foi exclusivamente por respeito a todos! 

Até ao momento da minha rescisão, tinha-se tornado insustentável a minha continuidade, por comprometer a minha produtividade profissional perante o meu Clube, e por essa razão, não estariam jamais, reunidas as condições para exercer a minha atividade profissional no Sporting. Esta foi a minha casa durante 18 anos, sim a minha casa!  Passei mais tempo no Sporting do que em casa dos meus Pais…  Para além dos meus Pais… Sim foi o Sporting que me formou e me transformou naquilo que sou hoje, não só enquanto Sportinguista, mas também enquanto profissional e ser humano.

Foi sem dúvida uma casa que me criou a todos esses níveis! Seria impossível da minha parte “Virar Costas” ou prejudicar esta grande Família. Por isso respeito e vou sempre respeitar todas as opiniões por parte dos adeptos, agradecendo todo o apoio que me deram ao longo de todos estes anos…rui patricio

Ler mais
Relacionadas

Respostas Rápidas. Da invasão a Alcochete à Premier League: bastou um mês para Rui Patrício mudar de vida

A 15 de maio, os jogadores do Sporting CP viram a Academia de Alcochete ser invadida por adeptos. Pouco mais de um mês depois, Rui Patrício, de 30 anos, assina pelo segundo clube da sua carreira.

Rui Patrício assina pelo Wolverhampton

O guarda-redes que rescindiu contrato com o Sporting CP assinou hoje um acordo com o clube treinado por Nuno Espírito Santo.

Bruno de Carvalho confirma pedido de rescisão de Rui Patrício

Rui Patrício pediu mesmo para sair de Alvalade. Bruno Carvalho crê que o guarda-redes da seleção nacional está a ser manipulado. “Tenho pena”, afirmou aos jornalistas.
Recomendadas

Arranca hoje a corrida do FC Porto pela Champions de olho em encaixe de 44 milhões

Sérgio Conceição e os seus homens estão a, pelo menos, 360 minutos de distância de poderem engordar a conta bancária dos azuis e brancos de forma generosa. Este encaixe financeiro é visto como fundamental pela SAD portista. 

Benfica celebra parceria com Placard por três anos

O Sport Lisboa e Benfica acaba de celebrar uma parceria com o Placard.pt que, nos próximos três anos, será o patrocinador oficial de apostas desportivas do clube. Segundo um comunicado do clube da Luz, “o Placard.pt marcará presença relevante tanto no ‘site’ oficial, como nas várias plataformas digitais do Benfica, sendo que ambas as entidades […]

Estádio do Estrela da Amadora na Reboleira vai a leilão por seis milhões de euros

No decorrer de um processo de insolvência do Estrela da Amadora, foi fundado um novo clube, o Clube Desportivo Estrela, que usa as instalações da Reboleira.
Comentários