Rui Rio sobre o Congresso do PS: “António Costa no país das maravilhas”

O Presidente do PSD lamenta que o PS insista em cenários “que não correspondem à realidade” e não seja capaz de resolver, por exemplo, os “problemas graves no Serviço Nacional de Saúde”.

O líder do PSD, Rui Rio considera que o Congresso do PS não trouxe “nenhuma ideia nova para o país” e limitou-se a exibir “António Costa no país das maravilhas”.

Rui Rio salienta que “as pessoas vão naturalmente entendendo que as coisas não são tão maravilhosas quanto o Governo as pinta, e até os partidos que sustentam esta solução parlamentar também já não desenham o país como uma coisa tão maravilhosa como desenhavam há cerca de um ano ou dois”.

No final de um encontro com o Conselho Regional do Porto da Ordem dos Advogados, que decorreu hoje, Rui Rio disse “vi aquele congresso como uma manifestação interna do PS, mas para o país não vejo nada de relevante”.

O Bastonário Guilherme Figueiredo reuniu com o Presidente do PSD para análise e discussão dos temas da justiça.

O Presidente do PSD lamenta que o PS insista em cenários “que não correspondem à realidade” e não seja capaz de resolver, por exemplo, os “problemas graves no Serviço Nacional de Saúde”.

Rui Rio alertou ainda que “a próxima execução orçamental não está a correr da melhor maneira, e que o PS prometeu que se o preço do petróleo subisse, os impostos baixariam e não fez isso”.

Isto, “para os cidadãos, no seu quotidiano, é muito importante”, disse.

Já ontem Nuno Morais Sarmento,  vice-presidente do PSD, que se fez acompanhar ao congresso socialista pelo presidente do grupo parlamentar do PSD, Fernando Negrão, pelo vice-presidente do grupo parlamentar, Margarida Mano, e pelo presidente da Distrital do PSD de Leiria, Rui Rocha, acusou o PS de estar a ocultar um mau desempenho económico. “Era importante que o primeiro-ministro de Portugal tivesse essa honestidade política perante os portugueses, de reconhecer um dos crescimentos mais fracos da Europa, ou seja, um dos Governos que apresenta um dos piores resultados de toda a União Europeia”, afirmou o vice-presidente do PSD, no final do 22.º Congresso Nacional do PS.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Marcelo aprova aumentos de 700 euros para juízes, mas critica fosso salarial face aos polícias e militares

Marcelo Rebelo de Sousa destaca que os juízes, e membros de autoridades reguladoras e de supervisão a entidades públicas empresariais e empresas públicas, passando por outras entidades administrativas, já estão com salários mais elevados do que o primeiro-ministro. O Presidente exige que a desigualdade salarial seja “encarada na próxima legislatura”.

Incêndios florestais caíram 26% este ano face a 2018

“Estamos, até hoje, com 6.800 incêndios desde o início do ano, o que significa que temos um número de incêndios 36% inferior à média dos últimos dez anos. E uma área ardida 42% inferior à média dos últimos dez anos”, sublinhou Eduardo Cabrita.

Proteção Civil tem reservas de combustível para “mais de dois meses”

Apesar de garantir que existem reservas para mais de dois meses, Eduardo Cabrita sublinha que as prioridades têm de ser asseguradas quando se fala numa dificuldade de distribuição.
Comentários