Santander Universidades apoia programas internacionais de liderança para mulheres gestoras

A organização tem programas internacionais dirigidos a mulheres gestoras, empreendedoras e ligadas ao Ensino Superior, organizados pela Anderson School of Management na Universidade da Califórnia.

O Santander Universidades apoia a edição de 2018 dos programas de liderança W30 e W50 para mulheres gestoras e empreendedoras e também ligadas ao Ensino Superior, organizados pela Anderson School of Management na Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA).

O Programa W30, que terá lugar entre os dias 11 e 14 de junho de 2018, “foi desenhado para mulheres que estão atualmente a exercer cargos de gestão em Instituições de Ensino Superior e que pretendam continuar a progredir neste domínio específico”, revela a instituição em comunicado.

O objetivo é as participantes “de ferramentas e conhecimentos que lhes permitam construir uma visão cada vez mais abrangente do Ensino Superior, contribuindo para o desenvolvimento de valências que lhes assegurem uma progressão cada vez maior na gestão destas instituições”. O apoio do Santander Universidades inclui o valor da propina, o material de apoio e o alojamento.

Quanto ao Programa Santander W50, terá lugar também entre 10 e 15 de junho. Lançado em 2011, o programa já tem mais de 400 alumnae de Universidades que pertencem à rede do Santander Universidades. “O W50 foi criado para mulheres gestoras com uma vasta experiência profissional, numa carreira marcada por resultados concretos”.

Através do Santander Universidades, o Banco Santander Totta ”assume o compromisso de promover as melhores práticas na resposta aos desafios da sociedade portuguesa, sendo já uma referência a nível nacional no que diz respeito à promoção do Ensino Superior”, diz ainda o comunicado. O banco investe anualmente cerca de sete milhões de euros na área de Responsabilidade Social e Corporativa.

 

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários