Saudia Airlines recruta 900 hospedeiras de bordo em Portugal

A companhia de bandeira da Arábia Saudita está neste momento a recrutar em Lisboa, oferecendo 900 empregos até final do ano.

A PrivatAIr, empresa de aviação privada suíça tem o processo de recrutamento e selecção em mãos. Fonte empresarial explicou ao Jornal Económico que o objetivo é ter 900 pessoas até ao final de 2017, das quais entre 250 e 300 deverão ser recrutadas já nos meses de junho e julho.

São requisitos ser mulher e ter, uma idade mínima de 22 anos e máxima de 30. Se tiver menos seis meses de experiência, a idade máxima estende-se aos 35. Ter boa aparência, um alcance de braço de 212 centímetros até à ponta dos dedos e ser fluente em língua inglesa são requisitos obrigatórios.

O salário não é revelado, mas é livre de taxas e acrescido de um incentivo mensal, que o recrutador qualifica de “competitivo”. A companhia oferece alojamento partilhado mobilado (um apartamento para duas pessoas) e com ar condicionado, assistência médica e seguro e bilhetes gratuitos ou com preços reduzidos conforme as normas da Saudia Airlines.

No ato de candidatura, a jovem deverá apresentar o certificado comprovativo do 12.º ano de escolaridade, CV em inglês, fotocópia do Bilhete de Identidade ou do Cartão de Cidadão e fotografias de rosto e de meio corpo.

As candidaturas são feitas online para:  cabinrecruitmentlisbon2017@privatair.com

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários