Schäuble adverte Trump: Rússia e China podem comprometer ordem mundial

As declarações de Wolfgang Schäuble focam-se no reforço das relações entre os EUA e a Europa e refletem as preocupações alemãs de que o presidente Donald Trump altere o equilíbrio global.

REUTERS/Hannibal Hanschke

O ministro das Finanças alemão recomendou aos EUA que limite o poder e a influência de países como a China ou Rússia, sob risco de comprometer a ordem no “mundo liberal”. As declarações de Wolfgang Schäuble focam-se no reforço das relações entre os EUA e a Europa e refletem as preocupações alemãs de que o presidente Donald Trump altere o equilíbrio global.

“Duvido que os Estados Unidos realmente acreditem que a ordem mundial seria igualmente sólida se a China ou a Rússia preenchessem as lacunas deixadas pelos EUA. E se a China e a Rússia tivessem simplesmente a mão livre para dominar as esferas de influência que definiram para si mesmos”, afirmou Schäuble, num discurso na American Academy em Berlim, citado pela agência Bloomberg.

“Esse seria o fim de nossa ordem mundial liberal”, acrescentou o ministro, que pertence ao gabinete de de Angela Merkel desde 2005 e tem por hábito pronunciar-se sobre assuntos internacionais. Na audiência, a ouvir Schäuble, estavam presentes o ex-secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger e ex-secretário do Tesouro dos EUA Lawrence Summers.

“Afinal, é certamente do interesse dos Estados Unidos garantir a segurança e estabilidade económica nos mercados, tanto na Europa como em todo o mundo”, disse. “Esta é uma condição prévia básica se os EUA querem aumentar as exportações e reduzir o défice comercial”.

 

 

Ler mais
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários