Schneider Electric e Accenture constroem fábrica digital para desenvolver soluções de IoT industrial

A colaboração faz parte de um contrato de cinco anos que a Schneider Electric concedeu à Accenture em janeiro de 2016 com o objetivo de apoiar a implementação contínua das soluções e serviços digitais habilitados para a Internet Industrial das Coisas (IIoT).

A Schneider Electric, especialista global em gestão de energia e automação em conjunto com a Accenture, empresa de consultoria de gestão, acabam de concluir o desenvolvimento da Schneider Electric Digital Services Factory, uma fábrica “virtual” que permite construir e dimensionar novas ofertas em áreas como a manutenção preditiva, monitorização de ativos e otimização de energia.

A fábrica digital reúne dados de milhões de ativos conectados em toda a infraestrutura e locais de atividade de clientes da Schneider Electric para acelerar o desenvolvimento de novos serviços, desde a idealização até à industrialização e respetivo lançamento no mercado. Fornece uma gama de serviços, incluindo a produção e incubação de novas ideias, a projeção e teste de potenciais ofertas e o desenvolvimento e escalabilidade de soluções, bem como o fornecimento de analytics e IoT para acelerar o desenvolvimento dos novos serviços.

“Com novas capacidades como analytics, planeamento de projetos, prototipagem e interação de serviços, estamos agora habilitados a trazer novos serviços para o mercado de forma muito mais rápida”, refere Cyril Perducat, Executive Vice President IoT & Digital Transformation da Schneider Electric, em comunicado.

Contudo, dois terços das empresas industriais analisadas pela Accenture afirmam sentir o impacto da interferência digital, mas metade ainda não está a investir de forma abrangente nessa área como parte da sua estratégia global de negócios. Por isso, “A Schneider Electric tem o objetivo de reduzir o tempo de colocação do produto no mercado em 80%”,  disse Karim Chaabouni, Managing Director de Prática Industrial da Accenture.

A Fábrica de Serviços Digitais da Schneider Electric faz parte dos programas da empresa em torno da arquitetura e plataforma de sistema aberta e interoperável, recentemente lançada, chamada “EcoStruxure”. A  EcoStruxure” potencia tecnologias incluindo a IoT, cloud, analytics, cibersegurança móvel ou de última geração para proporcionar um valor acrescentado em torno da segurança, fiabilidade, eficiência, sustentabilidade e conectividade aos clientes da Schneider Electric.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Três empresas estrangeiras vencem programa de aceleração da Fábrica de Startups e Turismo de Portugal

A Dgroops, B2Book.net e Guide121 vieram do Chipre, de Itália e do Brasil e conquistaram o júri e o público português que os ouviu no Templo da Poesia, em Oeiras.

Startup Automaise recebe meio milhão de euros para desenvolver software e recrutar

A empresa de Braga, fundada por Ernesgto Pedrosa e Carlos Oliveira, foi financiada pela Bright Pixel e Armilar.

Martin Kern: “Uma economia não se mede apenas pelo número de unicórnios”

Em entrevista ao Jornal Económico, o diretor do Instituto Europeu da Inovação e da Tecnologia refere que o aumento orçamental proposto pela Comissão Europeia para os próximos anos pode beneficiar as startups e as atividades de investigação em Portugal.
Comentários