Seguradora GNB Vida teve prejuízos de 84,6 milhões em 2016

A GNB Vida está em processo de venda, disse em abril o presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho, em conferência de imprensa.

Em comunicado ao mercado, a GNB Vida (antiga BES Vida) anunciou que teve em 2016 prejuízos de 84,6 milhões de euros.

A seguradora do Grupo Novo Banco informou que na assembleia-geral que decorreu no último dia de maio “foram aprovados, por unanimidade, os relatórios de gestão e contas do exercício de 2016, em base individual e consolidada”, nomeadamente que “o resultado líquido do exercício de 2016, no montante negativo de oitenta e quatro milhões, seiscentos e vinte mil, cento e cinquenta e sete euros e quarenta e sete cêntimos transite para a conta de resultados transitados”.

A GNB Vida está em processo de venda, disse em abril o presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho, em conferência de imprensa.

Aliás, já em 2015, no plano de recapitalização apresentado ao Banco de Portugal, o Novo Banco dava a indicação de que queria alienar a antiga empresa de seguros do ramo vida do Banco Espírito Santo (BES), o que ainda não aconteceu, avança a Lusa.

Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários