SESARAM confirma 62% de adesão à greve nos Cuidados Hospitalares e de 46% nos Primários

O vogal do conselho de administração do Serviço Regional de Saúde (SESARAM), Pedro Gouveia, disse que nos cuidados hospitalares existiu algum impacto nas cirurgias programadas.

O Serviço Regional de Saúde (SESARAM) diz que no turno da manhã existiu uma adesão de 62% à greve dos enfermeiros nos Cuidados Hospitalares e de 46% nos Cuidados Primários.

O vogal do conselho de administração do SESARAM, Pedro Gouveia, refere que nos cuidados primários as consultas, tratamentos e visitas domiciliares estão “bastante comprometidas”.

Já nos Cuidados Hospitalares Pedro Gouveia admite que existiu “algum impacto” em termos das cirurgias acrescentando que a consulta externa “não está com qualquer impacto” na medida em que elas estão a decorrer.

“No banco de sangue o serviço não está comprometido. Estão a ser feitas as colheitas de sangue”, disse Pedro Gouveia.

Pedro Gouveia realça que nos cuidados hospitalares “alguns serviços” estão comprometidos mas que estão a ser garantidos os serviços mínimos.

O vogal do conselho de administração do SESARAM destaca que está agendada uma reunião com os sindicatos em que será abordada a forma como será feita a contagem dos pontos para efeitos de descongelamento da carreira de enfermagem.

Pedro Gouveia esclarece que tem a esperança que a abertura do procedimento que prevê a contratação de enfermeiros seja feita esta sexta-feira. desta maneira já na próxima semana estariam abertas 64 vagas para enfermagem, explica.

O vogal da administração do SESARAM realça que o descongelamento das carreiras e o suplemento de remuneração dos enfermeiros especialistas está também dependente da República.

“O SESARAM já negociou com o sindicato acordos de empresa sobre a organização e tempo de trabalho dos enfermeiros, a harmonização salarial já está feito no SESARAM”, afirmou.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários