Sesta já é negócio em Espanha: 14 euros por hora para descansar

Olhos cansados, cabeça atolada em trabalho e corpo exausto, mas nada como uma pequena sesta após o almoço para recuperar as energias para aguentar o resto do dia.

Foi durante uma viagem ao Japão, que Maria Estrella Jorro De Inza se deu conta de que as sestas também podem ser um negócio. “Numa viagem que fiz ao Japão descobri que existiam várias opções: centros de descanso para homens, para mulheres e mistos”, avançou a fundadora espanhola ao jornal ‘El País’.

De volta ao seu país, Maria Estrella decidiu, então, colocar em prática aquilo que havia presenciado no Japão. “Siesta and Go” é o nome do seu negócio, situado em Azca, no distrito financeiro de Madrid.

Este “bar de sestas”, composto por quartos privados com direito a chinelos, camisa de dormir, café, livros e wi-fi gratuito, é diversas vezes frequentado por banqueiros, advogados e consultores de empresas.

“Temos muitos homens de fato que só querem relaxar e mulheres que querem uma pausa e tirar os saltos altos. A hora de almoço é quando temos mais clientes”, esclareceu a responsável.

Uma cama neste espaço custa 14 euros à hora. Mas esta não é a única oferta do negócio. Com preços mais em conta, se ocupar uma cama com beliche por 30 minutos, paga apenas dois euros. Caso opte por um sofá, pelo mesmo período de tempo, o preço diminui 50 cêntimos.

Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários