Setor empresarial da Madeira cresce e diminui passivo em 8,1%

No primeiro trimestre o Setor Empresarial da Madeira teve uma quebra de 5,8% nos ativos mas melhorou a sua situação líquida em 2,3% para os 629 milhões de euros.

O Setor Empresarial da Madeira (SERAM) teve um crescimento de 2 milhões de euros no seu volume de negócios o que traduz um aumento de 1,5% no primeiro trimestre face ao período homólogo. Estes organismos apresentaram uma diminuição no passivo de 8,1%, que se traduz em 176 milhões de euros, avança a Direção Regional do Orçamento e Tesouro (DROT).

No primeiro trimestre o SERAM registou ainda uma quebra no endividamento de 149 milhões de euros o que representa uma descida de 10,1% em termos homólogos.

Neste período existiu um aumento no investimento em cerca de 12 milhões de euros. Os activos do SERAM tiveram uma quebra de 5,8%, para os 2.6 mil milhões de euros, enquanto o passivo desceu 8,1%, para os 1.9 mil milhões de euros. Já a situação líquida melhorou 2,3% para os 629 milhões de euros.

 

Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários