Siemens junta-se a consórcio inovador para a mobilidade sustentável

O projeto BSmartMob prevê a implementação de um sistema de gestão de tráfego inovador, troços de piso inteligente, produção de energia pelo pavimento, entre outras soluções, que permitem uma transformação profunda de como os cidadãos se deslocam nas cidades. 

A Siemens juntou-se ao consórcio liderado pelo Município de Braga que pretende revolucionar a mobilidade urbana.

O consórcio composto pelo Município de Braga, pelo Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, a Universidade do Minho, o Centro de Computação Gráfica e pelas empresas Siemens, NOS, Sernis e UOU, submeteu o projeto “BSmartMob”, à linha de apoio ‘Urban Innovative Actions’, com vista a um financiamento de 5 milhões de euros.

Com o BSmartMob, a Siemens pretende implementar uma plataforma de gestão de tráfego, modernizar os semáforos e os sensores de tráfego, integrar soluções inovadoras de priorização de transporte público e bicicletas bem como implementar novos modelos de engenharia de tráfego inovadores.

Em caso de aprovação da candidatura, a Siemens ficará ainda responsável pela recolha e tratamento de dados de tráfego para partilhar com outros parceiros e disponibilizar à população.

O resultado da candidatura será conhecido até final do presente ano, seguindo-se um período de um ano e meio para a realização de testes da tecnologia em laboratório e outro período posterior, entre 6 meses a um ano, para a efetiva implementação no terreno.

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, sublinha em comunicado que estas parcerias “permitem modernizar as cidades e, em particular em Braga”.

 

 

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Três empresas estrangeiras vencem programa de aceleração da Fábrica de Startups e Turismo de Portugal

A Dgroops, B2Book.net e Guide121 vieram do Chipre, de Itália e do Brasil e conquistaram o júri e o público português que os ouviu no Templo da Poesia, em Oeiras.

Startup Automaise recebe meio milhão de euros para desenvolver software e recrutar

A empresa de Braga, fundada por Ernesgto Pedrosa e Carlos Oliveira, foi financiada pela Bright Pixel e Armilar.

Martin Kern: “Uma economia não se mede apenas pelo número de unicórnios”

Em entrevista ao Jornal Económico, o diretor do Instituto Europeu da Inovação e da Tecnologia refere que o aumento orçamental proposto pela Comissão Europeia para os próximos anos pode beneficiar as startups e as atividades de investigação em Portugal.
Comentários