Sporting: Mesa da AG pede investigação a divulgação de ata de reunião de órgãos sociais

Na sexta-feira, o porta-voz da direção do Sporting, Fernando Correia, disse que a ata ia ser enviada aos sócios do clube, tendo sido este sábado divulgados alguns excertos em vários órgãos de comunicação social.

A Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting pediu este sábado à Procuradoria Geral da República para investigar a divulgação da ata da reunião dos órgãos sociais, considerando que o documento está cheio de falsidades.

“Para além de ilegal, nos termos gerais de Direito, a divulgação pública do documento em causa preenche também, objetiva e subjetivamente, uma prática criminosa que não pode deixar de merecer a respetiva censura e resposta, pelo que, na defesa dos interesses do Sporting Clube de Portugal (…), considera-se que se impõe sobre a Procuradoria-Geral da República uma investigação sob a situação da designada ‘ata’, tendo também sobretudo em conta que a sua divulgação pública constitui prática dolosa e enganosa”, lê-se num comunicado.

No mesmo documento, a MAG considera que a ata foi “ardilosamente construída” e que tem um teor “manipulado, truncado e incompleto, contendo um conjunto vasto de falsidades, de intervenções parcialmente transcritas e outras totalmente descontextualizadas”.

Na sexta-feira, o porta-voz da direção do Sporting, Fernando Correia, disse que a ata ia ser enviada aos sócios do clube, tendo sido hoje divulgados alguns excertos em vários órgãos de comunicação social.

O presidente demissionário da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, Jaime Marta Soares, disse na quinta-feira que ficou agendada para 23 de junho uma Assembleia-Geral de destituição dos órgãos sociais do clube.

A crise que se vive no Sporting iniciou-se no dia 15 de maio, quando cerca de 40 alegados adeptos encapuzados invadiram a Academia do Sporting, em Alcochete, e agrediram alguns jogadores e elementos da equipa técnica.

A GNR deteve 23 dos atacantes, que ficaram em prisão preventiva depois de terem sido ouvidos no tribunal de instrução criminal do Barreiro.

Paralelamente, no âmbito de uma investigação do Ministério Público sobre alegados atos de tentativa de viciação de resultados em jogos de andebol e futebol, tendo como objetivo o favorecimento do Sporting, foram constituídos sete arguidos, incluindo o ‘team manager’ do clube, André Geraldes.

Na sequência destes acontecimentos, os elementos da Mesa da Assembleia Geral, a maioria dos membros do Conselho Fiscal e parte da direção apresentaram a sua demissão, defendendo que Bruno de Carvalho não tinha condições para permanecer no cargo.

De seguida realizaram-se duas reuniões entre a Mesa e membros do Conselho Fiscal com o Conselho Diretivo, que culminaram com a decisão anunciada na quinta-feira por Jaime Marta Soares.

Ler mais
Relacionadas

Sporting: Clube pede constituição como assistente no processo sobre agressões na Academia

O Sporting garante que vai levar o processo “até às últimas consequências” na defesa dos seus funcionários.

Lisboa, Porto e Faro: Bruno de Carvalho em tournée mas só para sócios com quotas em dia

Em comunicado, o clube de Alvalade informa que os eventos vão decorrer no norte, centro e sul do país, entre os dias 27 de maio e 1 de junho. Só poderão entrar nestas sessões os sócios do Sporting com as quotas em dia.
Recomendadas

Arranca hoje a corrida do FC Porto pela Champions de olho em encaixe de 44 milhões

Sérgio Conceição e os seus homens estão a, pelo menos, 360 minutos de distância de poderem engordar a conta bancária dos azuis e brancos de forma generosa. Este encaixe financeiro é visto como fundamental pela SAD portista. 

Benfica celebra parceria com Placard por três anos

O Sport Lisboa e Benfica acaba de celebrar uma parceria com o Placard.pt que, nos próximos três anos, será o patrocinador oficial de apostas desportivas do clube. Segundo um comunicado do clube da Luz, “o Placard.pt marcará presença relevante tanto no ‘site’ oficial, como nas várias plataformas digitais do Benfica, sendo que ambas as entidades […]

Estádio do Estrela da Amadora na Reboleira vai a leilão por seis milhões de euros

No decorrer de um processo de insolvência do Estrela da Amadora, foi fundado um novo clube, o Clube Desportivo Estrela, que usa as instalações da Reboleira.
Comentários