Startup Lisboa e WPP lançam programa de aceleração para startups de comunicação

O maior grupo de comunicação a nível mundial juntou-se à incubadora para criar o WPP Booster. A WPP está disponível para investir nas microempresas com os projetos mais inovadores.

Fernando Piçarra

A Startup Lisboa e o grupo de comunicação empresarial WPP apresentaram esta terça-feira o “WPP Booster”, um programa de aceleração destinado a startups na área de comunicação e marketing, fruto de uma parceria entre a empresa e a incubadora. Ambos procuram inovação e projetos cujo modelo de negócio seja sólido.

Criatividade (redes sociais, desenvolvimento de conteúdos…), media e predictive analytics (estratégia e tratamento de dados) e tecnologia (realidade virtual, inteligência artificial…) são os segmentos de atividade que a primeira edição deste programa irá abranger. “Acreditamos em talento”, afirma Tim Solomon, ex-CEO da Ogilvy e líder da iniciativa, à margem do lançamento do WPP Booster.

A aceleradora de comunicação, cuja duração é de até um semestre, está a partir de hoje a receber candidaturas de startups em early stage. Da WPP os empreendedores interessados podem contar com acesso a mentores especialistas por disciplina de comunicação, bem como a clientes do grupo e ao espaço Garagem, o cowork para trabalho, reuniões e de networking.

A empresa prevê que cerca de 15 startups cheguem ao dia do pitch e, desse universo, espera investir na mais inovadora. “Se encontrarmos alguma de que gostarmos vamos tentar fazer um investimento”, explica Tim Solomon aos jornalistas, sem adiantar valores. O montante para apoiar a(s) startup(s) preferida(s) será oriundo de fundo de investimento em capital de risco que o grupo tem em Portugal.

Miguel Fontes, CEO da Startup Lisboa, considera que atualmente “é absolutamente essencial a ligação entre o mundo de empreendedores ao mundo mais corporate, mais estabilizado”. “Há um espaço de partilha de que se pode beneficiar (…) Atuamos mais na área da Tecnologia, mas todas as startups podem ter a capacidade para acrescentar valor”, sublinhou, no mesmo evento.

“Não andamos a brincar aos negócios”, disse, frisando que a incubadora que dirige apoia as microempresas através de mentorias por parte de parceiros e de experiências interpares e facilitam o contacto com investidores. Com a parceria, espera levar “o talento residente ao serviço da comunidade incubada na Startup Lisboa”.

Ler mais
Recomendadas

TheFork. “No mundo não somos pioneiros, mas em Portugal sim”

Desde 2015, a plataforma online de reservas e descontos em restaurantes angariou mais de 2.500 estabelecimentos de norte a sul do país. Agora, a app prepara-se para arrancar com a quarta edição do TheFork Fest.

Candidatos nacionais ao World Summit Awards já foram selecionados

Oito apps portuguesas que acabam de ser selecionadas por um júri liderado pela APDC – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações.

EY abre candidaturas para programa de líderes empreendedoras portuguesas

A quarta edição do “Entrepreneurial Winning Women” está a receber inscrições até 15 de agosto. As portuguesas selecionadas irão integrar a Europe Class of 2019, onde têm a oportunidade de expandir os seus conhecimento, traçar estratégias de negócio e contactar potenciais parceiros, investidores, clientes e fornecedores.
Comentários