Prejuízo da TAP já atingia os 90 milhões no primeiro semestre de 2018

A TAP apresenta hoje um resultado líquido negativo de 118 milhões de euros, inferior ao esperado no sector e apenas ligeiramente superior aos 90 milhões de prejuízo registado no primeiro semestre de 2018.

As contas da TAP relativas ao exercício  de 2018 estão a ser apresentadas em Lisboa, nas  instalações da Portela, pelo responsável executivo da  companhia, o gestor Antonoaldo Neves e pelo administrador David Pedrosa. O valor do prejuízo apresentado é da ordem dos 118 milhões  de euros, o que fica abaixo das expectativas existentes no sector, atendendo a que no primeiro semetre de 2018 o valor do prejuízo já atingia cerca de 90 milhões de euros.

“Investimos muito  para  reafirmar a portugalidade da TAP”  referiu Antonoaldo Neves, para explicar o esforço de relançamento e promoção da atividade da transportadora.

O Jornal Económico recorda  que  no primeiro semestre de 2018 a TAP tinha aumentado em 18% as vendas globais, o que mesmo assim tinha sido insuficiente para amortecer a dimensão do resultado operacional negativo de 47 milhões de euros, com prejuízos que na altura já tinham chegado aos 90 milhões de euros. O acréscimo do prejuízo no segundo semestre foi de apenas 28 milhões de euros a somar aos 90 milhões negativos do primeiro  semestre.

Os custos de restruturação ascenderam a 75  milhões, dos quais 28 milhões foram aplicados em rescisões na TAP Manutenção e Engenharia no Brasil.  Os gastos  extraordinários apresentados  foram de 41 nilhões e 95 milhões  de euros de custos extraordinários e não recorrentes em 2018, que “não se devem repetir nos próximos anos”, referem os administradores da TAP.

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários