TAP: deputados do PSD da Madeira na Assembleia da República querem administração no parlamento

O deputado Paulo Neves diz que a companhia aérea tem prestado um mau serviço à Madeira e que a atual situação é insustentável.

Os deputados eleitos pelo PSD, na Madeira, querem chamar a administração da TAP, à Assembleia da República para dar respostas relativamente à atual situação da companhia. O deputado Paulo Neves diz que a empresa tem prestado “um mau serviço” à Madeira e que a actual situação “é insustentável”.

“Temos confrontado a República com esta situação da TAP. Exigimos uma rápida presença da comissão executiva da TAP. Esta situação é inaceitável”, afirmou Paulo Neves, deputado do PSD, eleito pela Madeira, na Assembleia da República.

Paulo Neves diz que os sociais democratas têm abordado a República, bem como o ministro do Planeamento e o da Economia, para prestar esclarecimentos sobre a situação da TAP.

“Não aceitamos este mau serviço prestado pela TAP nem a explicação da República”, reforço o social democrata.

O deputado na Assembleia da República não aceita também que os preços elevados dos voos para a Madeira “se devam à lei mercado”. Paulo Neves afirma que a lei do mercado “tem regras e bom senso” acrescentando que “isto não é a lei do mercado é a lei da selva”.

“Não podemos aceitar estes preços”, clarifica. Enquanto destino insular premiado na Europa e no Mundo, diz o deputado do PSD, não se pode aceitar que se “tenha um dos piores serviços aéreos da Europa e dos preços mais caros do Mundo”.

As críticas vão ainda mais longe, por parte de Paulo Neves, quando refere que “o PS tem tomado o partido da TAP” realçando que “nenhum deputado do PS, da Madeira, tomou partido pelos madeirenses e pelo bom serviço que queremos para a TAP”.

“Não podemos continuar nesta situação. A TAP está a prestar um mau serviço à Madeira”, vincou.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários