Taxa de desemprego cai para 7,4% em abril

Os dados divulgados esta quarta-feira revelam uma nova redução do indicador face aos 7,4% registados em março.

A taxa de desemprego desceu para 7,4% em abril, segundo a “Estimativa Mensal de Emprego e Desemprego” do Instituto Nacional de Estatística (INE), o que representa uma redução de 0,1 pontos percentuais face ao valor registado em março.

Em abril, o INE estima que a população desempregada tenha sido de 381, 4 mil pessoas, contra os 4.766,5 mil empregados.

Já em março, a população desempregada foi estimada em 386 mil pessoas, o que representa uma diminuição de 2,4% em relação ao mês de fevereiro (menos 9,6 mil pessoas), enquanto a população empregada foi estimada em 4.776,7 mil pessoas, menos 0,1% (menos 4,5 mil pessoas) face a fevereiro.

A taxa de desemprego de março de 2018 situou-se em 7,5%, o que traduz uma revisão em alta de 0,1 pontos percentuais face à estimativa provisória divulgada em abril e ter-se-á de recuar até abril de 2004 para encontrar uma taxa inferior a esta.

Representa, também, uma descida de 0,1 pontos percentuais face ao valor apurado em fevereiro. E menos 0,4 pontos percentuais em relação a dezembro. Face a março de 2017, este valor representa uma quebra de 2,2 pontos percentuais.

 

 

 

 

 

Ler mais
Relacionadas

Taxa de desemprego na OCDE manteve-se em 5,4% pelo 3º mês consecutivo

A taxa de desemprego nos países desenvolvidos manteve-se estável em março pelo terceiro mês consecutivo em 5,4% da população ativa, informou hoje a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

Taxa de desemprego cai para 7,9% no primeiro trimestre do ano

A taxa de desemprego ficou 0,2 pontos percentuais abaixo dos dados registados no trimestre anterior e a mais baixa desde 2008.

Portugal com 4º maior recuo homólogo no desemprego em março

Portugal registou, em março, a quarta maior quebra percentual na taxa de desemprego homóloga – de 9,7% para 7,4% –, tendo o indicador recuado quer na zona euro, quer na União Europeia, segundo o Eurostat.
Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários