Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar do INEM entram em greve na sexta-feira

Entre as reivindicações apontadas pelo sindicato está “o início da negociação e consequente aprovação do Acordo Coletivo de Trabalho apresentado pelo STEPH em janeiro de 2017”.

Os técnicos de Emergência Pré-Hospitalar do INEM iniciam à meia-noite de sexta-feira uma greve ao trabalho suplementar por tempo indeterminado, segundo comunicado do sindicato que representa estes trabalhadores.

O Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (STEPH) justifica esta greve com o facto de os direitos destes trabalhadores verem “constantemente desrespeitados os seus direitos”.

“A ausência de resolução dos vários problemas que afetam os TEPH” é outro motivo apontado pelo sindicato para o pretexto.

Entre as reivindicações apontadas pelo sindicato está “o início da negociação e consequente aprovação do Acordo Coletivo de Trabalho apresentado pelo STEPH em janeiro de 2017”.

A contratação de Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar é outra reivindicação, com o sindicato a considerar “urgente a contratação de 450 TEPH”.

“A sobrecarga de trabalho suplementar que os TEPH sofrem atualmente traduz-se numa diminuição dos dias de descanso, aumentando o desgaste físico e psicológico, potenciando um risco acrescido no desempenho das suas funções”, pode ler-se no comunicado.

O sindicato pretende a regularização de créditos de horas, recordando que “o INEM apresenta uma dívida aos TEPH no que concerne à regularização e pagamento dos direitos inerentes ao trabalho em horário suplementar”.

“O INEM apresenta um elevado número de incongruências na definição das escalas de serviço, nomeadamente na atribuição dos descansos, refletindo-se no saldo de horas mensal, que em alguns casos se reportam a 2015”, adianta.

A revisão imediata das condições de trabalho e a renovação da frota de ambulâncias e motociclos são outras das reivindicações que estão na base do protesto.

Ler mais
Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários