Tecnológicas animam abertura de Wall Street

O Nasdaq, que engloba as principais empresas tecnológicas dos EUA, sobe quase 1% na abertura da sessão.

Reuters

O dia em Wall Street arrancou com uma grande dinâmica das tecnológicas com os investidores a revelarem grande interesse por estas ações. O Nasdaq, que abrange as principais tecnológicas dos EUA, abriu a sessão a valorizar 1% nos 7.900 pontos.

Wall Street prolonga os ganhos das congéneres europeias. Os fortes ganhos da Alphabet e da Biogen após apresentação de contas estão entre os destaques do dia, enquanto se espera pelos dados preliminares de atividade na indústria e serviços nos EUA. O efeito Google contagia o sentimento em torno das ações do Facebook, que hoje também teve a nota de que registou uma filial chinesa, esclarece o analista de mercados, Ramiro Loureiro, da Millennium Investment banking Research, em nota.

A Alphabet foi a grande impulsionadora destes resultados. As receitas da tecnológica norte-americana subiram para 32,66 mil milhões de dólares no segundo trimestre do ano, tendo registado um aumento de 26% face ao mesmo período do ano anterior e ficado acima das expetativas dos analistas. No entanto, os lucros levaram um corte devido à multa recorde aplicada por Bruxelas.

O Facebook registou uma filial chinesa com capital de 30 milhões de dólares. Haverá a expectativa de uma entrada mais forte no mercado chinês, realçou o BCP na sua análise de bolsa.

O Dow Jones subiu 0,3% até aos 25.133 pontos e o S&P 500 avançava 0,5% para 2.822 pontos.

 

Ler mais
Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários