“The Challenge” – como sobreviver ao mundo atual de comunicação massiva e o papel da inteligência emocional, é tema de destaque na QSP Summit

Para liderar os outros é preciso conhecê-los. Para conhecê-los é preciso gerir relacionamentos. Para uma boa gestão é vital ter Inteligência Emocional. Daniel Goleman, considerado um dos 10 pensadores empresariais mais influentes, vem a Portugal falar do uso da Inteligência Emocional ao nível comercial.

O conceito é recente e mais recente ainda, é a sua aplicação na indústria e na educação. De forma simples, a Inteligência Emocional pode definir-se com o conjunto de capacidades que nos permitem perceber, analisar e regular os nossos estados emocionais, bem como os dos outros.

Há, todavia, mais componentes para esta Inteligência: o autoconhecimento, a autogestão, a consciencialização social e a gestão dos relacionamentos. É sobre estas componentes, relacionadas com os dias de hoje e enquadradas no tema “The Challenge”, que Daniel Goleman vem falar a uma vasta plateia de decisores.

Jornalista, psicólogo e escritor, Goleman tem dedicado grande parte da sua investigação a esta questão. O percurso inclui a publicação de vários livros sobre a Inteligência Emocional, muitos deles bestsellers, como é o caso de Focus: The Hidden Driver of Excellence – onde analisa os resultados de uma liderança assente nos relacionamentos.

Para Goleman, o desenvolvimento destas capacidades emocionais e sociais, pode ser feito em qualquer altura da vida. Basta que haja motivação. Tal aplica-se tanto aos líderes, quanto aos trabalhadores.

No estudo realizado pela QSP em antecipação da cimeira de dia 22 de março, 99,5% dos gestores inquiridos valorizaram a Inteligência Emocional, propondo até formação na área.

Ao autor juntam-se, entre outros, Rob Goffee professor emérito da London Business School, Bonin Bough da host na CNBC; Tamara McCleary, CEO da agência de consultoria Thulium e Steve Knight, especialista em Comunicação Empresarial do Insead.

Toda a informação no site do evento: www.qspsummit.pt

 

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários