Theresa May retalia por causa de envenamento de ex-espião e vai expulsar 23 diplomatas russos

Sergei Skripal e a filha foram encontrados inconscientes a 4 de março, num centro comercial em Salisbury, no sul do Reino Unido, vítimas de um ataque deliberado com “novichok”, uma arma química que ataca o sistema nervoso e que é 10 vezes mais poderosa do que o VX.

O Reino Unido vai expulsar 23 diplomatas russos se a Rússia não explicar como é que um agente químico desenvolvido pela antiga União Soviética (atual Rússia) oi utilizado para envenenar um ex-espião russo em solo inglês, anunciou primeira-ministra britânica, esta quarta-feira.

Sergei Skripal e a filha foram encontrados inconscientes a 4 de março, num centro comercial em Salisbury, no sul do Reino Unido, vítimas de um ataque deliberado com “novichok”, uma arma química que ataca o sistema nervoso e que é 10 vezes mais poderosa do que o VX.

Theresa May tinha exigido ao Governo russo que respondesse formalmente, até à meia-noite de terça-feira, às suspeitas da sua participação na tentativa de envenenamento do antigo espião. A primeira-ministra considerou que a Rússia estaria “muito provavelmente” por trás do incidente. Como da Rússia não houve resposta considerada aceitável, o o Reino Unido prepara-se agora para retaliar.

Relacionadas

Reino Unido prepara-se para retaliar contra a Rússia depois de tentativa de envenenamento de ex-espião

A primeira-ministra britânica, Theresa May, esteve reunida de emergência com o conselho de segurança nacional esta quarta-feira para discutir medidas de retaliação contra a Rússia. Em causa está a tentativa de envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e da filha com uma arma química desenvolvida pela antiga União Soviética (atual Rússia).

Foi Moscovo que envenenou o ex-espião? “Tem semelhanças com um ato russo”, realça Trump

“Vou falar hoje com Theresa May. Para mim, e com base em todas as provas que possuem, coincide com a Rússia”, declarou Donald Trump perante jornalistas na Casa Branca.

NATO diz que envenenamento de ex-espião russo é “incidente muito preocupante”

Na quarta-feira seguinte, o chefe da polícia antiterrorista britânica, Mark Rowley, revelou que o ex-agente duplo russo e a sua filha tinham sido vítimas de um ataque deliberado com um agente que ataca o sistema nervoso.

Rússia vs Reino Unido: conflito diplomático já alastrou aos media

Entidade reguladora da comunicação britânica, Ofcom, anunciou que pode reconsiderar a autorização dada à RT por achar que o canal está a ser utilizado para propaganda pró-Kremlin.

Boicote diplomático e real: Reino Unido não se fará representar no Mundial de futebol de 2018

A primeira-ministra britânica fez esta declaração durante uma intervenção no parlamento em que anunciou a “suspensão de contactos bilaterais” com Moscovo e a expulsão de 23 diplomatas russos.
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários