Títulos da PT em queda livre de 23%

Os títulos da Portugal Telecom (PT) estão a perder quase 23%, para menos de 94 cêntimos, conduzindo o principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, para o vermelho, a cair mais de 2%. Pelas 12:25 de Lisboa, as ações da PT caíam 22,98% para os 0,935 euros, de acordo com a agência de informação financeira […]

Os títulos da Portugal Telecom (PT) estão a perder quase 23%, para menos de 94 cêntimos, conduzindo o principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, para o vermelho, a cair mais de 2%.

Pelas 12:25 de Lisboa, as ações da PT caíam 22,98% para os 0,935 euros, de acordo com a agência de informação financeira Bloomberg.

Após iniciarem a sessão a perder 1,07% para 1,201 euros – o valor mais alto do dia –, os títulos afundaram e, uma hora mais tarde, pelas 9:00, já recuavam 9,39%, agravando-se as perdas ao longo da manhã, tendo chegado a ser transacionados a 86,5 cêntimos.

De acordo com a Bloomberg, durante a sessão de hoje foram já transacionados mais de 32 milhões títulos.

Contactada pela Lusa, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) explicou que a negociação das ações não foi suspensa, porque “não estão reunidas as condições que justificam a suspensão”, tendo havido várias interrupções técnicas da negociação durante a manhã para consolidação das transações.

A PT liderava as perdas do PSI20, que sensivelmente à mesma hora (12:25) tinha dez títulos a negociar no vermelho.

Em contraciclo, estavam a Impresa, a ganhar 8,97% para os 0,948 euros, e o BCP, a avançar 2% para os 0,816 euros, enquanto os restantes títulos registavam ganhos abaixo de 1%.

 

OJE/Lusa

Ler mais

Recomendadas

PSI 20 acompanha Europa em alta. Títulos do Grupo EDP impulsionam praça nacional

O principal índice bolsista português soma 0,46%, para 4.855,54 pontos.

Abrandamento da economia poderá ser entrave para Moody’s igualar as pares na avaliação de Portugal

A Moody’s tem agendada uma avaliação à notação da dívida soberana portuguesa esta sexta-feira. A agência poderá querer alinhar-se com a S&P e a Fitch através de uma subida de um grau para ‘Baa2’, mas as incertezas que estão a esfriar o crescimento da economia global poderão ser motivo para manter o ‘status quo’.

Acalmia cambial trouxe bons resultados em Wall Street

O índice tecnológico S&P, .SPL.RCT, que inclui empresas que têm uma maior exposição ao mercado chinês e estiveram no centro das vendas registadas na segunda-feira, foi aquele que mais valorizou nesta sessão, com um crescimento de 1,61%.