Toalhitas de limpeza são uma ameaça e podem desaparecer nas próximas décadas

O governo do Reino Unido apelou à sensibilidade dos consumidores sobre o fim que deve ser dado a este produto descartável.

Como produto de higiene pessoal ou para limpeza doméstica, as toalhitas costumam ser muitas vezes opção frequente. No entanto, alerta o governo britânico, a sua composição, feita em parte de plástico não-biodegradável está a gerar preocupações ambientais.

Segundo a BBC, as toalhitas de limpeza são responsáveis pelo bloqueio de esgotos domésticos em quase 93% das vezes – por comparação, por exemplo, a gordura e óleo são responsáveis por apenas 0,5%; e algodão, produtos de higiene feminina e embalagens de plástico pelos restantes 7%.

Uma das estratégias passa pela sensibilização dos consumidores à não colocação de toalhitas nas sanitas, para que não entupam o sistema sanitário. Para o governo britânico, o plano passa mesmo por eliminar o desperdício de plástico, onde se inserem as toalhitas.

“Estamos continuamente a trabalhar com os produtores e retalhistas para que garantam que as embalagens são claras e que as pessoas sabem onde colocar as toalhitas, depois de usadas”, declarou um porta-voz do Ministério do Ambiente, citado pela BBC.

A primeira-ministra, Theresa May, comprometeu-se em Janeiro deste ano a “erradicar todo o desperdício de plástico” até 2042.

Recomendadas

Saiba quais as medidas de segurança nos locais destinados à dança

É obrigatório ter serviço de vigilância com recurso a segurança privada, aplicável obrigatoriamente em espaços com lotação igual ou superior a 200 pessoas.

Está à procura de um sítio para ficar estas férias? Deco sugere Eco Hotel

Ao estar a selecionar a opção de ficar num alojamento Ecológico, está também a contribuir para garantir mais sustentabilidade e um meio ambiente muito melhor.
Comentários