A Torre Eiffel está à venda?

Todos conhecemos histórias de incautos a quem tentaram vender algum monumento nacional. Mas desta vez é mesmo a sério…

A Torre Eiffel está à venda, é verdade. Só que não se trata obviamente da Torre, em si, mas uma pequena pequena parte, um lance de escadas que outrora ligou o segundo e terceiro andar oriundo da torre original de 1889. A parcela tem 2,6 metros de altura, 14 degraus, e estará á venda num leilão organizado pela casa Artcurial com peças Art Déco, que vai decorrer no dia 22 de Novembro. Está neste momento em exposição nos Champs-Élysées e a licitação começa nos 40 mil euros.

O lance está bem identificado. Em 1983, foram instalados elevadores a ligar os dois andares e a escada original foi retirada. Na altura foi dividida em 24 secções, entre os dois e os 9 metros de altura. Uma das secções ficou na Torre Eiffel e outras foram doadas a museus em França, como o “d’Orsay”e o “de l’Histoire du fer”, em Nancy. Sobraram 20 secções que foram leiloadas num evento muito concorrido e que estão hoje presentes em lugares como a Estátua da Liberdade em Nova Iorque, a Disneylândia, na Flórida, ou a Fundação Yoishii, no Japão. Para além de várias coleções privadas. Dessas, duas já reaparecerem em leilão: em 2009 uma secção com 2,7 metros atingiu 550 mil euros e, em 2013, uma com 3,5 metros (e 19 degraus) atingiu os 220 mil. Para os mais – e menos – supersticiosos, esta secção está marcada com o número 13 e à luz dos exemplos recentes, é muito provável que a base de licitação seja apenas isso: Uma pequena base. Afinal, não é todos os dias que se pode comprar a Torre Eiffel.

Recomendadas

“Desconhecida Num Comboio”

Jenny Diski pinta-nos uma América tão fascinante quanto repelente. Eis a sugestão de leitura desta semana da livraria Palavra de Viajante

Anjos penduram asas. Desfile da Victoria’s Secret vai deixar de se realizar

O cancelamento do desfile foi anunciado pela manequim Shanina Shaik, mas ainda não foi confirmado oficialmente pela marca. A super-modelo portuguesa Sara Sampaio já desfilou por diversas vezes com as famosas asas de anjo.

Cristiano Ronaldo enfurece sul-coreanos. Fãs querem compensação por “angústia mental”

De acordo com o jornal, a ‘superestrela’ foi contratada para jogar durante 45 minutos no jogo contra a equipa sul-coreana, mas Ronaldo permaneceu no banco de substituição durante os 90 minutos que o jogo demorou a acabar.
Comentários