Transportes e hotelaria mais caros na Madeira

Em junho os transportes valorizaram 4,3% enquanto a hotelaria e os restaurantes subiram 3,8% no seu preço de acordo com o Índice de Preços no Consumidor.

Os transportes e a hotelaria estão mais caros na Madeira de acordo com o Índice de Preços no Consumidor (IPC), divulgado na Direção Regional de Estatística (DREM).

O setor dos transportes valorizou em 4,3% e os restaurante e hotéis subiram o seu preço em 3,8%, em junho na Madeira.

Em sentido contrário estiveram o ‘Vestuário e calçado’ e os ‘Acessórios, equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação’ que desvalorizaram 2,1% e 1,8%, em junho

A valorizar esteve também a habitação na ordem dos 0,1%, em junho, na Madeira.

O IPC nos últimos doze meses, na Madeira, ficou nos 1,7%, o que representa uma subida de 0,2% face ao registado no mês anterior. 

No país, o valor do IPC ficou nos 1,1% representando uma subida de 0,1% face ao mês anterior.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários