UMinho cria primeira unidade orgânica centrada na investigação

Depois da homologação dos estatutos segue-se a fase de instalação da nova unidade, a qual inclui, num primeiro momento, a eleição do Conselho de Unidade.

A Universidade do Minho cria hoje sua primeira unidade orgânica centrada na investigação, o I3Bs – Instituto de Investigação em Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos. A cerimónia de homologação dos estatutos da nova unidade realizou-se em Guimarães, tendo participado o Reitor, Rui Vieira de Castro, o vice-reitor para a Investigação e Inovação e diretor do Grupo 3B’s, Rui L. Reis, e o presidente do Conselho Geral da UMinho, Luís Valente de Oliveira. Segue-se agora a fase de instalação da nova unidade, a qual inclui, num primeiro momento, a eleição do Conselho de Unidade.

“Este é um marco muito importante para o grupo de Investigação 3B’s, cuja estrutura se materializa agora numa unidade orgânica de investigação, e para a UMinho, que é uma das primeiras do país a ter uma unidade deste tipo, previsto no Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES) de 2007”, explica a UMinho em comunicado.

O I3Bs contará inicialmente com 193 pessoas, incluindo 73 doutorados.

Segundo o documento, o I3Bs cumpre todos os requisitos definidos nos Estatutos da UMinho – cuja última revisão foi publicada em Diário da República em setembro de 2017 –, nomeadamente: identidade, natureza diferenciada e necessidade da sua criação, tendo em conta a missão e os objetivos da Universidade; coerência científica do domínio de atividade; existência de um projeto científico de qualidade, consistente com a restante estrutura da academia, com resultados de avaliação de excelência; capacidade de formação doutoral internacionalmente reconhecida; capacidade de atração de investigadores de qualidade, nomeadamente internacionais; participação em redes internacionais de referência na sua área do conhecimento; dimensão e perspetiva de crescimento da sua estrutura de recursos humanos, tendo em conta referenciais nacionais e internacionais da respetiva área do conhecimento e sustentabilidade financeira.

 

Recomendadas

Governo abre 85 vagas para estágios profissionais destinadas a jovens até 29 anos

Estas vagas destinam-se aos chamados jovens “nem-nem” (nem estudam, nem trabalham). As candidaturas estão abertas até às 18h00 do dia 30 de setembro.

Oito portugueses entre os vencedores do maior programa universitário de inovação digital da Europa

O European Innovation Academy é o maior programa universitário de aceleração em Inovação Digital da Europa. A terceira edição realizou-se entre os dias 14 de julho e 2 de agosto. Há oito portugueses entre os vencedores, com projetos que vão desde apoio a invisuais e a crianças com doenças crónicas até bicicletas com airbaigs.

Martin Kern: “Uma economia não se mede apenas pelo número de unicórnios”

Em entrevista ao Jornal Económico, o diretor do Instituto Europeu da Inovação e da Tecnologia refere que o aumento orçamental proposto pela Comissão Europeia para os próximos anos pode beneficiar as startups e as atividades de investigação em Portugal.
Comentários