Valor médio da habitação no país está nos 1.180 euros o m2

Os preços das casas em Lisboa subiram num ano 7,7%, foi a região onde o preço da habitação mais subiu, seguido do Algarve (onde a subida anual foi de 7,3%).

Em junho de 2018, o valor médio de avaliação bancária da habitação no total do país fixou-se em 1.180 euros/m2, o que corresponde a um aumento de 0,3% face ao mês anterior e de 6,1% em termos homólogos, segundo os dados de hoje do INE.

Este valor médio por metro quadrado é o mais alto desde 2008.

No mesmo mês, o valor médio da avaliação bancária dos Apartamentos foi de 1.238 euros/m2, registando um aumento de 0,5% em relação ao mês anterior e 6,9% em relação ao período homólogo.

Já o valor médio da avaliação bancária das Moradias fixou-se em 1.077 euros/m2, aumentando 0,3% face ao mês precedente e 4,1% em termos homólogos.

Numa análise regional (NUTS II), registaram-se as seguintes variações em cadeia: no Norte (subiu 0,1%); no Centro (+0,5%); em Lisboa (o valor médio subiu 1,3%); no Alentejo manteve-se (0,0%); no Algarve (subiu 1,1%); na Região Autónoma dos Açores (-2,0%) e Região Autónoma da Madeira (+1,9%).

Em termos homólogos, verificaram-se as seguintes variações: Norte (+7,0%); Centro (+5,1%); Lisboa (+7,7%); Alentejo (+2,6%); Algarve (+7,3%); Região Autónoma dos Açores (+4,9%) e Região Autónoma da Madeira (+8,0%).

Isto é, os preços das casas em Lisboa subiram num ano 7,7%, e foi a região onde o preço da habitação mais subiu, seguido do Algarve (onde a subida anual foi de 7,3%).

A subida dos preços está a ser provocada pela procura de investidores estrangeiros, o que levou já o Banco de Portugal a dizer que a subida do preço do imobiliário não está diretamente relacionada com as famílias portuguesas e por isso não está a ser criada uma bolha imobiliária no balanço dos bancos portugueses.

Franceses e brasileiros lideram entre os estrangeiros que compram casa em Portugal.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Saiba quais as medidas de segurança nos locais destinados à dança

É obrigatório ter serviço de vigilância com recurso a segurança privada, aplicável obrigatoriamente em espaços com lotação igual ou superior a 200 pessoas.

Está à procura de um sítio para ficar estas férias? Deco sugere Eco Hotel

Ao estar a selecionar a opção de ficar num alojamento Ecológico, está também a contribuir para garantir mais sustentabilidade e um meio ambiente muito melhor.
Comentários