“Vamos privilegiar os médicos que se fixem na Madeira”

Pedro Ramos diz que estão previstas novas contratações de médicos e enfermeiros e que o Governo Regional está a contratar mais e a um ritmo mais rápido do que o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O secretário regional da Saúde diz que a sua pasta atravessa um bom momento em termos orçamentais, que será aproveitado para reforçar a rede de cuidados primários, melhorar a assistência aos doentes em áreas como a cardiologia e as doenças respiratórias.

O Governo Regional avançou com a contratação de 77 médicos e 104 enfermeiros, prevendo-se novos reforços ao longo deste ano, com um pacote de incentivos que prevê vantagens salariais, dias de férias extra, benefícios para os familiares e a possibilidade de fazer investigação.

Em entrevista ao Económico Madeira, Pedro Ramos aborda a questão da falta de medicamentos. “No tempo de Jardim também faltavam medicamentos”, lembra o responsável pela tutela da Saúde na Madeira, garantindo que a Região tem a taxa de rutura de medicamentos mais baixa do país.

Pedro Ramos anuncia ainda o alargamento da consulta aberta nos cuidados primários, a criação de uma unidade de insuficiência cardíaca, de uma rede de espirometrias e um vasto leques de medidas para a saúde e Proteção Civil.

Artigo publicado na edição de março do Económico Madeira. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários