Visitar, conhecer, provar e experimentar

Descubra algumas sugestões de lazer do Jornal Económico para este fim-de-semana (e não só) na região do Porto.

Porto Beer Fest

Desde quarta-feira que os jardins do Palácio de Cristal se encheram de cerveja. O Porto Beer Fest regressa à cidade com várias cervejas artesanais, tanto nacionais como internacionais. São mais de 30 marcas para provar durante os cinco dias do festival. Desde a Giria, Domus, Burguesa, Musa, Lervig, ToØl, Magic Rock, Mean Sardine, Amphora, Oitava Colina e muito, muito mais.

O festival insere-se nas Festas de São João do Porto e promete música, animação de rua, momentos de degustação, gastronomia, street food e masterclasses. Tudo incluído! Dentro da agenda musical destaca-se Vurro. Um artista de solo que, em 2016, se tornou um fenómeno viral na internet. A sua força estética e composição de rock’n’roll clássico atraiu o público.
Os melhores cervejeiros do mundo estão reunidos no Porto. E os maiores fãs da cerveja também!

Festival
Palácio de Cristal/Até 18 de junho/Preço: gratuito

 

Sexta-feira

Festival Internacional de Curtas-Metragens

A vida real serve como inspiração para o cinema. De igual modo, o que não se encontra na vida cria-se através da 7ª arte. O Porto7 arranca com a 10ª edição do Festival Internacional de Curtas-Metragens. Um evento cultural, e, claro, cinematográfico, que decorre anualmente na cidade do Porto. Aberto a realizadores, artistas, estudantes, entidades ligadas à cultura, apreciadores de expressões artísticas/culturais e público em geral. O festival é dedicado à produção e exibição de curtas-metragens em todas as vertentes e oriundas de todo o mundo. Este ano, a competição nacional é dedicada à ficção; na secção internacional manda o documentário, a ficção, animação, micro-metragem e videoclip. Cinco dias para conhecer excelentes obras de diferentes artistas.

Cinema
Forte de São João, Esplanada do Castelo
Info: www.porto7.com / Até 18 de junho 21h30 / Preço: gratuito

 

Sexta-feira

“Até Pensei que Fosse Minha”, António Zambujo

O génio e o encanto do António Zambujo não deixa ninguém indiferente.

“Até Pensei que Fosse Minha” é o seu sétimo álbum: um trabalho muito especial que é um tributo a Chico Buarque. A digressão para promover o novo disco não passa apenas por Portugal. Países tão distintos como França, Reino Unido, Brasil e Espanha fazem parte do roteiro.

Desde o seu lançamento, “Até Pensei Que Fosse Minha” já chegou à marca de platina e continua no top de discos mais vendidos em Portugal. Mais. Também esgotou o Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian em três dias consecutivos.

Hoje, António Zambujo deslumbra com a sua voz no Coliseu do Porto.

Lazer
Coliseu do Porto / 16 de junho 21h30-23h / Preço: 20-150 euros

 

Sábado

Workshop de Locução e Dobragem

Já imaginou fazer dobragem de um documentário, gravar um spot de rádio e de televisão, dar voz a um desenho animado, aprender a recitar poesia? Ou simplesmente conhecer melhor o potencial da sua voz?

A Formosa Estúdios convidou Lenia Malaia, locutora da Rádio Nova Era, para o ajudar a desenvolver as potencialidades da sua voz para poder usá-la nas diversas vertentes de locução e dobragem. O workshop realça a componente prática com exercícios para aprender a ouvir a sua própria respiração, a par de técnicas vocais de relaxamento, aquecimento vocal, dicção, articulação e projeção de voz. Também inclui técnicas de leitura, oratória e improviso. Na segunda parte da aula faz-s a preparação para a locução, dobragem e gravações. No final, té premiado com as gravações do seu trabalho.

Workshop
Formosa Estúdios / 17 de junho / Mais informação e inscrição: goo.gl/RGLsPI

 

Terça-feira

Fotografia “Don’t tell them, Show them”

O olhar sobre o mundo e a sociedade através da lente. Os instantes espontâneos, os momentos extraordinários são gravados para sempre. Mas a interpretação é de cada um, logo, única.

Os fotógrafos Ruben Mália e Tiago Lopes apresentam “Don’t tell them, Show them” na Galeria Geraldes da Silva. Um trabalho coletivo inspirado nas cidades do Porto e Lisboa. Uma seleção de fotografias realizadas ao longo dos últimos anos nas duas cidades. Fotografam num estilo quase que impulsivo-obsessivo, e procuram sobretudo pessoas na sua condição mais espontânea e o excepcional no ordinário.

Eis um bom pretexto para descobrir o trabalho destes dois artistas.

Exposição
Galeria Geraldes da Silva
Até 22 de junho / Terça – Sábado 10h-13h e 14h30-19h / Preço: gratuito

Ler mais
Recomendadas

Carocha: Afinal, o carro do povo não morreu

Ao fim de oito décadas, o veículo que atravessou diversos momentos históricos chegou ao fim de uma longa estrada. O Carocha foi um símbolo do renascimento económico da Alemanha do pós-guerra e foi um sucesso de vendas nos Estados Unidos. Em Portugal, o espírito continua bem vivo: além de um hino, são vários os clubes e os colecionadores que guardam relgiosamente um modelo que pode valer mais de 100 mil euros.

Ângelo Girão: o comendador que mete medo aos avançados

Meses depois de ser campeão europeu de clubes pelo Sporting, realizou o sonho de tornar Portugal campeão mundial. O fim do jejum que durava desde 2003 deveu-se em grande parte ao guarda-redes de 29 anos que provou, uma vez mais, que não existe ninguém melhor a evitar que os sticks levem a bola para dentro da baliza. Os argentinos, espanhóis e italianos podem confirmá-lo.

Assembleia da República: Maioria absoluta masculina, acima dos 50 e recém-chegada

A XIII Legislatura, que está quase a terminar, não fica só marcada pela “geringonça”. Ao longo dos últimos quatro anos os portugueses foram representados por um Parlamento tão envelhecido quanto inexperiente no desempenho de funções. Aqui está a radiografia dos nossos deputados.
Comentários