Wall Street fecha em alta numa semana que vai ser marcada pela guerra comercial

A tensão comercial continua a crescer entre a China e os Estados Unidos, o que tem vindo a prejudicar o desempenho bolsista de Wall Street e a limitar os ganhos.

Ralph Orlowski/Reuters

A bolsa de Nova Iorque encerrou sessão esta segunda-feira, dia 2 de julho, em terreno positivo, com os três principais índices a negociarem no ‘verde’. A tensão comercial continua a crescer entre a China e os Estados Unidos, o que tem vindo a prejudicar o desempenho bolsista de Wall Street e a limitar os ganhos.

O índice industrial Dow Jones, referência para o mercado norte-americano e mundial, ganhou 0,15%, para 24.307,18 pontos, o financeiro S&P 500 valorizou 0,29%, para 2.726,38 pontos e o Nasdaq apreciou 0,76%, para 7.567,69 pontos.

Os Estados Unidos devem avançar com a imposição de uma tarifa de 25% sobre as importações de 818 tipos diferentes de produtos da China, cujo valor ascendeu a 34 mil milhões de dólares no ano passado. Em troca, Pequim prometeu fazer o mesmo e nenhum dos lados dá sinais de recuar.

Por essa razão, os investidores estão cada vez mais nervosos com a possibilidade de uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

No setor petrolífero, o Brent perde 2,40% para 77,33 dólares por barril, e o crude WTI valoriza 0,24% para os 73,97 dólares.

No mercado cambial, o euro cai 0,35% para 1,164 dólares e a libra recua 0,51%, para 1,314 dólares.

Ler mais

Recomendadas

PSI 20 acompanha Europa em alta. Títulos do Grupo EDP impulsionam praça nacional

O principal índice bolsista português soma 0,46%, para 4.855,54 pontos.

Abrandamento da economia poderá ser entrave para Moody’s igualar as pares na avaliação de Portugal

A Moody’s tem agendada uma avaliação à notação da dívida soberana portuguesa esta sexta-feira. A agência poderá querer alinhar-se com a S&P e a Fitch através de uma subida de um grau para ‘Baa2’, mas as incertezas que estão a esfriar o crescimento da economia global poderão ser motivo para manter o ‘status quo’.

Acalmia cambial trouxe bons resultados em Wall Street

O índice tecnológico S&P, .SPL.RCT, que inclui empresas que têm uma maior exposição ao mercado chinês e estiveram no centro das vendas registadas na segunda-feira, foi aquele que mais valorizou nesta sessão, com um crescimento de 1,61%.
Comentários